terça-feira, 11 de maio de 2010

A corda

Sete horas e trinta minutos. Toca o desperta dor: hora de acordar. Tome seu banho, use seus cosméticos. Foi-se o tempo em que as fêmeas atraiam seus machos na base do feromônio. Tome o seu café, mas não exagere nas calorias. Você PRECISA ser magra. Mas tem que ser saudável também. Consuma alimentos "light" ou integrais. Se tiver soja na composição do produto então, perfeito! Mas por que ainda não saiu de casa? É hora de estudar. Dirija o seu carro, não esqueça de abastecê-lo. E daí se o combustível prejudica o meio ambiente? Já reparou a quantas anda o transporte público? Isso sem mencionar a questão da insegurança. Por falar nisso: o seu carro tem trava elétrica? E alarme? (Lá vem você com aquele papo politicamente correto. Dane-se a poluição sonora!). Também é necessário ter vidros peliculados, direção hidráulica, vidro elétrico. Como você pode viver sem isso? Você precisa entender que a tecnologia está aí para facilitar o seu cotidiano, tornar sua vida mais prática.

Chegou na Universidade? Muito bem, aproveite! Você é uma privilegiada, sabia? Muitos queriam estar em seu lugar. O que? Você seria uma privilegiada se todos pudessem ter acesso à Universidade? Você ainda está nessa? Quando vai perceber que isso não passa de uma utopia? Agora se concentre na aula que semana que vem tem prova. Sua nota deve ser a maior da turma.

Hora do intervalo. Tome uma vitamina. Você precisa estar com a resistência alta para não adoecer. Sem falar que você malha, não é mesmo? Se você não se alimenta bem, não conseguirá desenvolver seus músculos. Você sabe que o padrão de beleza hoje são corpos muito bem divididos. Eu sei que você está sem paciência para a academia... Mas eu também nunca lhe disse que seria um pedacinho da Disney. É bem como o seu instrutor diz: faça cara feia mas tenha um corpo bonito. Ah... Isso me fez lembrar que você nunca mais foi ao salão de beleza. O que aconteceu com os seus cabelos? Estão cheios de pontas duplas! E as suas unhas? Andou roendo de novo, não é?! É por isso que você não pode ficar muito tempo sem ir ao salão. Eu sei, a grana anda curta... Mas faça um esforço para economizar. Vai valer a pena, prometo!

Meio dia. Hora de almoçar. Engula a sua comida, não vê que está atrasada? Tome o seu banho, troque sua roupa, capriche! Você sabe que não pode ir trabalhar de qualquer jeito. Sabe que boa parte da imagem que seu chefe, seus colegas de trabalho e seus entrevistados têm de você se deve à sua maneira de se vestir. Apresente-se como uma pessoa elegante, mas não exagere na formalidade. Afinal, você também precisa passar uma imagem jovial. Esqueça esse céu azul aí fora. Deixe-o para o final de semana. Se chover? Se chover, choveu, ora. Vai querer controlar os fenômenos da natureza?

Concentre-se. Faça o que o seu chefe mandar e um pouco mais. Se escutar desaforo, tudo bem também. Todo chefe é assim. Se precisar passar do seu horário, não tem problema. Isso é normal, sobretudo para jornalistas. Foi a profissão que você escolheu, não foi? Desde sempre você já sabia que ia ser assim, não sabia? Está arrependida? Ah... Só queria ter seus direitos trabalhistas respeitados? Preste atenção numa coisa: Você NÃO pode mudar o mundo. Faça o seu melhor e fique satisfeita por estar onde está. Pense: quantas pessoas não gostariam de estar no seu lugar? E você aí reclamando, reclamando. Trate de estudar que é a melhor coisa que você faz.

O dia está acabando. Está faltando um momento de lazer, não é mesmo? Ligue para um amigo. Convide-o para ir ao cinema. De repente rola um affair, já pensou? Seria ótimo para você. Ia ficar mais relaxada. Só não invente de querer namorar. Essa história de relacionamento sério dá muito trabalho. Casamento então, nem pensar! Você ainda tem muito que estudar, menina! Mestrado, doutorado, pós-doutorado. Já pensou em fazer um curso no exterior? Um sonho não é mesmo?! Esse papo de cachorros e crianças cabeludinhas só funciona em comerciais de margarina. Na vida real eles só dão dores de cabeça. Sem falar que custam caríssimo. Você não tem dinheiro nem para se sustentar, vai dar conta de uma casa? Acorda Alice! Esse não é nem de longe o País das Maravilhas.

Enfim... não quer chamar ninguém para sair, não chame. Vá para casa dormir, assistir televisão. O que não faltam são coisas para fazer. Dormiu? E sua casa, quem vai arrumar? Está uma bagunça! É por isso que você nunca encontra nada. E esse monte de roupa suja, quem vai lavar? Daqui a pouco você não vai mais ter roupas para sair. E não esqueça que neste final de semana tem prova de espanhol. Estude. E também não falte o curso de redação. Você só vive faltando. Está só jogando o seu dinheiro fora. E ainda fica dizendo que quer trabalhar a sua espiritualidade, que quer ser voluntária em algum projeto social. Ora, faça-me um favor. Só se o seu dia tivesse mais de 24 horas. Você não dá conta nem das suas obrigações...

Sete e trinta da manhã. Hora de acordar. E daí se sua bateria não terminou de ser recarregada? Dê conta de seu dia mesmo com a carga incompleta.

Obs: Foto do site: http://crocoecia.blogspot.com/2009/07/fantasias-femininas-diversas.html

2 comentários:

  1. é Bia... a vida que vc escolheu! heheh

    ResponderExcluir
  2. hahaha "Um dia na vida de Bianca"... adorei esse =)

    ResponderExcluir